​​O ENECAmb do Rio de Janeiro foi encaminhado na praça central de Lapinha da Serra, onde foi realizada a vivência do III ENECAMB. A partir deste momento grupo de alunos começaram a pensar nas ideias para desenvolver o evento. porém, ao se unirem com os alunos da UFF, em Niterói, o sonho começou a ser concretizado.


Ocorreram percalços, barreiras foram quebradas, mas cada plano e cada momento foi realizado com muito amor e dedicação. Foi assim que o IV ENECAmb foi construído, geridos por alunos que formaram cada um dos pilares que possibilitaram toda a execução do encontro. Graças à autogestão e parceria com a CLIN, foi possível realizar um evento com zero emissão de resíduos, coletando todo o lixo orgânico e inorgânico produzido no evento. Com isso, deixou-se também, como legado, um caminho de mudas plantadas do Instituto de Educação Física até a Quadra Desportiva da UFF, caminho de quase 200 m que perdura até hoje, feito pelos participantes do encontro numa atividade de mutirão.


Foi também o primeiro ENECAmb que a recém estruturada Executiva teve seu espaço para esclarecer e passar para os outros estudantes seus avanços e discussões, assim como a Associação. Cada uma das oficinas, palestras e rodas de conversa foram elaboradas e pensadas para possibilitar o máximo de inserção dos estudantes com o contexto ambiental.

 

A vivência ocorreu na Costa Verde, uma região com beleza singular, localizada na Praia de Tarituba.
Esta edição deixou como mensagem que os Cientistas Ambientais de todo Brasil, persiste um atraso de nascença. Todos esses estudantes foram aparelhados para gostar mais de passarinhos do que de aviões, prezando a velocidade das tartarugas ao invés dos mísseis. Por este motivo o quintal deles é maior que o mundo, poetizando e parafraseando Manoel de Barros!

 

VI ENECAMB

    ©2019 by VII ENECAmb. Proudly created with Wix.com

    This site was designed with the
    .com
    website builder. Create your website today.
    Start Now