Alunos inquietos e eufóricos com seu novo curso descobriram que não estavam sozinhos, que a semente havia sido plantada em muitos lugares. Pará, Amapá, Ceará, Pernambuco (sendo o pioneiro), Minas Gerais, Distrito Federal, Goiás, Rio de Janeiro e São Paulo formavam o bloco do curso de Ciências Ambientais e Socioambientas, e ninguém sabia ao certo o futuro dessa profissão.

Era a hora então de se reunir, de se conhecer, de discutir o rumo daqueles que estavam experienciando essa nova graduação que acabara de surgir no Brasil. Em meio a muitas indagações, foi então que os alunos da UnB (Universidade de Brasília) tomaram a frente e aceitaram o desafio e a responsabilidade de construir e sediar o 1º Encontro de Ciências Ambientais.
De pouco em pouco a equipe de alunos dispostos a colaborar foi crescendo, até que finalmente chegou o tão esperado dia! A abertura do evento contou com a presença de Marina Silva, símbolo da discussão ambiental, que conceituou a “crise ambiental como um problema de múltiplas crises”.


Depois sucedido para a apresentação dos coordenadores do curso, mesas redondas, demandas dos alunos, e é claro, muita diversão cultural (se não é divertido não é sustentável). Com isso, foi possível conhecer a visão de cada Estado sobre o que eram as Ciências Ambientais, criando assim a necessidade de estabelecer conceitos base e de formar entidades que pudessem atender a essas demandas, como a Associação de Cientistas Ambientais (AMB), e a Executiva Nacional de Ciências Ambientais (ENAMB).


A partir disso criou-se um conceito, um padrão de qualidade, um evento que jamais seria esquecido por seus participantes. Muitas dúvidas foram sanadas, e muitas outras surgiram, nas quais só a continuidade do ENECAMB poderia responder.
O evento terminou com a vivência na belíssima Chapada dos Veadeiros, onde um ritual de chamamento fez com que os participantes fossem à loucura. Entoando o canto de “O Sol vai fritar as nossas cabeças” o tempo nublado deu lugar a um esplendoroso sol, que cumpriu o seu papel, fritou as cabeças. Na maravilhosa Cachoeira São Bento, a magia aconteceu.

E assim foi assim que nasceu o I Encontro Nacional dos Estudantes de Ciências Ambientais, vulgo ENECAmb, de 20 a 25 de março de 2013, na capital do nosso país, carinhosamente realizado pelos alunos da UnB. Parabéns Brasília, foi dada a largada! Bem vindos Cientistas Ambientais!

 

I enecamb

    ©2019 by VII ENECAmb. Proudly created with Wix.com

    This site was designed with the
    .com
    website builder. Create your website today.
    Start Now